PM começa a testar "carros anfíbios" nesta quarta-feira

 
Foto: Douglas Martins
Para chegar a qualquer tipo de terreno e áreas alagadas, a Polícia Militar começa a testar, nesta quarta-feira (20), dois "veículos anfíbios", que foram apresentados à imprensa no início da tarde desta terça-feira (19), no Comando Geral da PM, no Bom Retiro, região central da Capital. Um dos carros, no modelo 6x6, será utilizado pelo Comando de Operações Especiais (COE) e, o outro, modelo 8x8, será destinado ao Corpo de Bombeiros.
Os veículos são capazes de se locomover tanto na terra quanto na água, e podem ser empregados para resgatar pessoas perdidas em matas ou áreas de difícil acesso. Este tipo de veículo é utilizado por forças militares do Canadá, Estados Unidos, Rússia e países da Europa, principalmente aqueles afetados pela neve.
Os dois "carros anfíbios" importados do Canadá serão testados por 15 dias. E, caso passem nos testes, a aquisição será formalizada pelo Governo do Estado por R$ 130 mil, sendo que o modelo 6x6 custa R$ 60 mil, e o 8x8, R$ 70 mil.
Segundo o porta-voz da Diretoria de Logística da Polícia Militar, capitão Samuel Loureiro, os veículos são adaptáveis e podem receber equipamentos para cada tipo de ocorrência. "Esperamos que no teste eles (veículos) passem de forma satisfatória para que possamos ter melhores condições de atender a população", comenta.
O modelo 8x8, destinado aos bombeiros, já vem com uma maca, um guincho para 1,3 mil quilos e sistema de engate para resgate. Ele também é útil no transporte de equipamentos em áreas pantanosas. "Queremos ampliar nossa capacidade de atuação com veículos e novos equipamentos", complementa o capitão Loureiro.
Foto: Douglas Martins
Navegação
Os veículos são movidos a gasolina e têm o sistema de tração por correias. Segundo o capitão Loureiro, ao entrar na lâmina d'água, o carro passa a flutuar por meio do casco e o conjunto de pneus o ajuda a navegar. "A tração inicial é feita pela própria rotação dos pneus, como se fosse um sistema de barco a vapor."
Uma opção de adaptação é o acoplamento de um motor de popa para empreender maior velocidade.
Os dois veículos começam a ser testados nesta quarta-feira (20). E, de acordo com o capitão Loureiro, o carro do Corpo de Bombeiros será conduzido até a região do Jardim Pantanal, na zona leste da Capital, área muito atingida pelas fortes chuvas de verão. Caso não chova, ele será deslocado às regiões de represa para que desempenhe a atividade de guarda-vidas.
Após os 15 dias de testes, as unidades policiais farão um relatório sobre o desempenho dos veículos nas diversas situações. A partir da análise deste relatório, conforme explicou o capitão Loureiro, é que a PM decidirá se formalizará a compra desses dois veículos, podendo, inclusive, adquirir um lote desses carros.
Texto:Polícia Militar do Estado de São Paulo


 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Todos os direitos autorais ,textos, imagens , obras ou criações de qualquer natureza disponibilizadas neste site, pertencem à www.riachogrande.net ou a terceiros que autorizaram o uso de sua propriedade intelectual e de imagens.
Sendo assim, é terminantemente vedada a distribuição, representação, publicação, uso comercial e/ou utilização de tais materiais, no todo ou em parte, sem a citação da fonte utilizada.
A violação destes direitos é crime, e seu infrator está sujeito às penalidades legais previstas nas Leis 9.610/98 e 9.279/96 e no art. 184 do Código Penal Brasileiro, bem como ao pagamento de indenização pelos prejuízos causados.